Famosos

Robinho na prisão: da estreia em Copa ao rachão em campo de terra no ‘presídio dos famosos’

Condenado a nove anos de prisão por estupro coletivo cometido na Itália em 2013, o ex-jogador de futebol está na P2 de Tremembé, no interior de São Paulo, desde março.

Mesmo aposentado dos gramados, o ex-jogador Robinho não largou o futebol. Mas, em vez de jogar ao lado de craques e em estádios de elite – como em sua estreia na Copa do Mundo, há exatamente 18 anos – hoje ele disputa ‘rachões’ em campo de terra no ‘presídio dos famosos’, a P2 de Tremembé, no interior de São Paulo.

Condenado a nove anos de prisão por estupro coletivo cometido na Itália, em 2013, Robinho foi preso em março deste ano e transferido à Penitenciária Dr. José Augusto César Salgado, como a unidade é chamada e onde ele cumpre a pena – leia mais detalhes abaixo.

Substituindo Ronaldo Fenômeno, o jogador entrou aos 24 minutos do segundo tempo da partida entre Brasil e Croácia, que era disputada no estádio Olímpico de Berlim. A Seleção Brasileira venceu por 1 a 0, com gol de Kaká.

Ainda pela Copa do Mundo daquele ano, Robinho jogou como titular contra o Japão e entrou no segundo tempo das partidas contra Austrália e França – o Brasil foi eliminado contra os franceses, nas quartas de final. Mesmo assim, o então jovem atacante deixou boa impressão no mundial.

Realidade diferente
O futebol segue na rotina de Robinho, mas hoje a realidade é outra. Preso na P2 de Tremembé por estupro coletivo, o ex-jogador tem o esporte como uma de suas principais atividades durante o cumprimento da pena até aqui.

De acordo com a Secretaria da Administração Penitenciária, Robinho pratica futebol entre uma e duas vezes por semana, durante o período recreativo – normalmente o banho de sol.

O g1 apurou ainda com outras fontes que o ‘rachão’ no presídio acontece em um campo de terra, que é mantido pelos próprios detentos da unidade.

“Ele joga no campo de terra. Um terrão que não é tão bem cuidado, mas quebra o galho de quem gosta de futebol”, disse uma fonte à reportagem.

Não acontecem campeonatos. Os times são variados e escolhidos pelos presos. A bola não é profissional e não tem uniforme específico para os jogos – são usados os uniformes do dia a dia da penitenciária: camisa branca e calça cáqui, como na imagem abaixo.

Ainda de acordo com a apuração do g1, os presos podem pedir para parentes comprarem chuteiras e as entregarem durante as visitas, para serem usadas nos rachões. Isso aconteceu com o ex-jogador.

Outra atividade física que faz parte da rotinha de Robinho é academia ao ar livre. “Ele faz bastante academia para manter a forma”, relata uma fonte.

O ex-atleta também não deixou de lado a religião. O pastor de uma igreja que o ex-jogador frequentava, inclusive, pode visitá-lo.

Além disso, Robinho segue a mesma rotina de todos os presos. Mora no pavilhão 1, que conta com celas para apenas duas pessoas e é destinada aos presos condenados em crimes de grande repercussão no país. O ex-jogador tem bom comportamento e boa relação com o detento com quem divide cela.

Em maio, Robinho iniciou um curso profissionalizante de ‘Eletrônica Básica, Rádio e TV’ e participa de grupos de leitura para tentar reduzir o tempo de pena. Por lei, os detentos têm direito de reduzir a pena com base em estudo e trabalho na cadeia.

Condenação
O crime ao qual Robinho foi condenado aconteceu em 2013. Na ocasião, ele era um dos principais jogadores do Milan, na Itália. A condenação aconteceu no início de 2022, no país europeu.

Robinho foi condenado em última instância pelo crime de estupro coletivo. O crime de violência sexual aconteceu contra uma mulher em uma boate em Milão.

 

 

What's your reaction?

Excited
0
Happy
0
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0

You may also like

More in:Famosos

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *